Categoria: 2.6. Adoçantes: Quando Usar?

Adoçantes x Açúcar

OS ADOÇANTES são produtos naturais ou artificiais que substituem o açúcar oferecendo menos calorias com um sabor doce, por isso ENGORDAM MENOS que o açúcar.

  • São compostos por substâncias edulcorantes, isto é, substâncias que são extremamente doces mesmo em pequenas porções. Atenção! 3-4 GOTINHA = 1 colher de chá (açúcar). Não “esguiche” …. se demais, fica muito doce e com “gosto de xarope”.

AÇÚCAR (SACAROSE):  (4Cal/grama; 1 colher de chá =  16 Calorias):

  • Ingestão máxima recomendada
  • Mulher:   150 Cal/dia (9 colheres de chá de açúcar/dia)
  • Homem: 100 Cal/dia (6 colheres de chá de açúcar/dia)
“O ideal seria se adaptar aos sabores naturais dos alimentos.
Que tal experimentar um suco ou um bom café sem açúcar ou adoçantes?”

Adoçantes Artificiais/Naturais:

TIPO

ORIGEM

Calorias
PODER Adoçante
SABOR
FOGO (cozinha)
ALERTAS!
Gravidez*
Ingestão Máx (mg/Kg)
Nomes
Comerciais®
Sucralose (1970)
Artificial
(molécula da cana de açúcar modificada)
0
600x
Muito parecido com açúcar. Não amarga.
Sim. Pode perde o sabor.
+ Caro!
Sim
15
®Linea (com acesulfame-K)(pó/liq)
®Gold Sucralose
®Finn Sucralose
Sacarina  (1879)
Artificial (petróleo)
0
300x
Sabor residual doce-metálico.
Sim
Comum uso combinado com Ciclamato de Sódio para reduzir o sabor residual amargo.
Sim. Melhor evitar!
5
®Zero cal
®Adocyl (líq)
®Doce menor (líq/ pó)
® Finn Cristal (líq)
Ciclamato de Sódio (Na) (1937)
Artificial (petróleo)
0
30x
Baixo poder adoçante
Sabor residual azedo/amargo.
Sim
Contém SAL.
Evitar em hipertensos.
Costuma ser combinado com a sacarina
Não
11
 – ®Zero cal
Acessulfame K+ (1967)
Artificial (ácido acético e Potássio)
0
200x
Muito doce. Sabor residual amargo.
Sim
Contém Potássio
Evitar se tiver doença renal.
Geralmente é associado com sacarina e ciclamato de sódio
Sim
15
® Gold pó
® Doce menor pó
® Assurgin
Aspartame (1965)
Combinação de dois aminoácidos (Fenilalanina* e Aspartato)
 0
200x
Parecido com o açúcar
Não
Contém Fenilalanina!
NÃO usar em portadores de Fenilcetonúria.
Sim. Melhor evitar*!
40
® Zero cal líq/pó
® Gold pó
® Finn pó
® Doce menor diet pó.
Estevia (1912)
Natural (Planta nativa do Brasil e Uruguai)
0
300x
Parece “alcaçuz”. Sabor residual amargo.
Sim
+ Caro!
Sim.
5,5
 –® Stevita (pura)
® Good Light
Frutose
Natural (Frutas e Mel)
4Cal/g*
2x
Sabor mais doce que açúcar
Perde o sabor quando vai ao fogo.
CALÓRICO! Mesma caloria do açúcar.
Pode provocar cárie. Uso criterioso no paciente diabético e com Hipertrigliceridemia.
 -® Doce Menor
– ® Lowçucar

 Cuidado, algumas marcas comerciais de adoçantes combinam 2 ou mais tipos diferentes de adoçante. Leia sempre o rótulo!

  •  Adoçante x Câncer? Apesar de alguns estudos em ratos ter relacionado o Ciclamato de Sódio com risco aumentado de câncer de bexiga, nenhum outro estudo confirmou isso. Atualmente, não há nenhuma evidência de risco de câncer com nenhum outro adoçante. Todos são permitidos, mas você deve seguir a orientação médica.
  • GESTANTES: A indicação mais apropriada para o uso de edulcorantes é para gestantes diabéticas, para as quais o uso de sacarose (AÇUCAR) pode comprometer o controle glicêmico. Já para as mulheres que desejam apenas controlar o peso, a eficácia desses produtos é duvidosa. Assim, o mais indicado em casos de grávidas com o peso normal e não apresentam diabetes gestacional é o consumo moderado do açúcar comum e reduzir o consumo de sucos, refrescos, refrigerantes, doces, sorvetes e chocolates. Entretanto se o profissional de saúde que acompanha e avalia a gestação julgar necessário indica-se o consumo moderado de adoçante. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) divulgou recentemente uma lista com as limitações no uso dos edulcorantes para a população em geral. Para as gestantes as limitações são as mesmas.

 

Referências Bibliográficas

  1. Salles RK, Fiates GMR, Auler F, Lehrer KM. Uso de adoçantes durante a gravidez e ganho de peso gestacional. J. bras. ginecol;108(7):247-54, jul. 1998.
    Site ANVISA: www.anvisa.gov.br
  2. Torloni MR, et al. O uso de adoçantes na gravidez: uma análise dos produtos disponíveis no Brasil. Rer. Bras. Gin. Obst., v.29, no5, p.267-275, 2007.
  3. Position of the American Dietetic Association: Use of Nutritive and Nonnutritive Sweeteners. J Am Diet Assoc. 2004;104:255-75